PSD/Açores quer explicações sobre operacionalidade do porto da Madalena
2018-03-06 10:03:00 | Rádio Horizonte Açores

Os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Pico vão entregar no parlamento açoriano um requerimento ao Governo Regional a solicitar explicações sobre as razões que levaram ao alegado condicionamento na operação no porto da Madalena, anunciou o partido.

“Exige-se que o Governo [Regional] torne públicas as razões invocadas pela Autoridade Marítima para que a operação no porto da Madalena com os cruzeiros do Canal e das Ilhas, após o acidente com o navio 'Mestre Simão', tenha passado a ser efetuada no antigo cais de passageiros e não no novo”, refere uma nota do partido enviada às redações.

O navio “Mestre Simão” encalhou em 06 de janeiro no porto da Madalena devido à forte ondulação que se fazia sentir na altura, mas os passageiros e tripulantes, num total de perto de 70 pessoas, saíram ilesos do acidente.

Os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Pico sustentam na nota que "foi com surpresa e preocupação que, numa audição à secretária regional dos Transportes e Obras Públicas", se tomou "conhecimento que a operação dos cruzeiros na Madalena está a ser realizada no chamado porto velho por indicação da autoridade marítima", afirmando que "esta situação levanta dúvidas que têm de ser rapidamente esclarecidas quanto à segurança da operação no novo cais de passageiros".

E prosseguem: "O Governo [Regional] tem também de divulgar quais são as orientações e limitações, impostas pela Autoridade Marítima, para utilização do novo terminal marítimo da Madalena por embarcações da tipologia do [barco] Gilberto Mariano e dos Cruzeiros", lê-se.

No texto, os deputados do PSD dizem que o executivo regional socialista "tem ainda de esclarecer se a utilização do novo terminal marítimo da Madalena pelos cruzeiros está, ou não, definitivamente inviabilizada".

Para os deputados sociais-democratas, "este impedimento na operação dos navios de transporte de passageiros no porto da Madalena, decretado pela autoridade marítima, é apenas mais um de muitos constrangimentos à operacionalidade nesta infraestrutura".

Os deputados do PSD eleitos pelo Pico apontam que os utilizadores se deparam diariamente com vários constrangimentos e incertezas, sendo muitas vezes forçados a optar pelo porto antigo em detrimento da nova infraestrutura, alegando que os objetivos pretendidos com as novas infraestruturas – que custaram mais de 20 milhões de euros – estão longe de serem alcançados.

Estas situações têm levantado sérias dúvidas nos passageiros sobre a real segurança e operacionalidade do porto da Madalena após a obra efetuada, dúvidas agravadas com o acidente do "Mestre Simão", no passado dia 06 de janeiro, sustentam ainda.

Segundo o PSD/Açores, só no último ano passaram pelo Porto da Madalena mais de 500 mil passageiros, constituindo a infraestrutura portuária "a principal porta de entrada do Pico e principal porta de saída na procura de cuidados de saúde, por parte dos habitantes da ilha" e "para cimentar a estrutura económica e social do Triângulo".


Notícias Relacionadas Horizonte