Governo dos Açores alerta para importância da vacinação contra o sarampo
2017-04-18 16:43:00 | Rádio Horizonte Açores

O Governo Regional dos Açores alertou hoje para a importância da vacinação contra o sarampo, cujo Plano Regional de Vacinação recomenda duas doses por pessoa, informando que até ao momento “não há registo” de casos no arquipélago.

“A vacinação é a principal medida de prevenção, é gratuita e está disponível para todas as pessoas presentes em Portugal”, refere em comunicado a Direção Regional da Saúde, acrescentando que o Programa Regional da Vacinação recomenda a tomada de doses aos 12 meses e aos cinco anos.

Em Portugal, desde janeiro de 2017 e até à data, foram registados 21 casos confirmados de sarampo pelo Instituto Ricardo Jorge, havendo outros casos ainda em investigação.

Um surto de sarampo tem afetado desde o início do ano vários países europeus, devido à existência de comunidades não vacinadas.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, geralmente benigna, mas que pode desencadear complicações e até ser fatal.

Fonte da Secretaria Regional da Saúde garantiu à agência Lusa que “até ao momento não há registo de nenhum caso nos Açores”.

“Não há razões para temer uma epidemia de grande magnitude, uma vez que a larga maioria das pessoas está protegida, porque foi vacinada ou teve anteriormente a doença”, sustenta ainda o comunicado assinado pela diretora regional da Saúde, Tânia Cortez.

De qualquer modo, a responsável explica que a doença pode “eventualmente” surgir em pessoas vacinadas, “mas com um quadro clínico mais ligeiro e menos contagioso”.

O comunicado adianta que a Direção Regional da Saúde em articulação com a Direção-Geral da Saúde “continua a acompanhar a evolução das iniciativas que visam controlar o problema”.

Em Lisboa há uma jovem de 17 anos com sarampo internada nos cuidados intensivos do hospital Dona Estefânia, que se encontra ventilada, sob sedação e o seu estado clínico é instável.

Notícias Relacionadas Horizonte