Surfista brasileiro Yago Dora vence Azores Airlines Pro 2017
2017-09-09 08:29:00 | Rádio Horizonte Açores

O surfista Yago Dora venceu o Azores Airlines Pro 2017, tornando-se o sexta brasileiro a ganhar a etapa açoriana do circuito mundial de qualificação.

"É incrível, é a minha segunda vez aqui nos Açores, o ano passado também fiz um bom resultado, este ano consegui melhorar. Melhor é impossível. Vim para os Açores com essa meta de vencer o evento, eu sabia que era uma onda que sairia muito bem para o meu surf", disse Yago Dora aos jornalistas depois de ter disputado a última bateria e antes de subir ao pódio.

Na final do Azores Airlines Pro, discutida ao início da tarde de sexta feira, na Praia de Santa Bárbara, na Ribeira Grande, costa norte da ilha de São Miguel, Yago Dora bateu o seu compatriota Michael Rodrigues.

"Estou muito feliz por ele também, por termos dividido esta final brasileira (...). A final foi difícil porque o Michael começou bem melhor do que eu e eu tive de correr atrás. Não consegui notas altas como nas outras baterias, então, acho que foi a bateria mais difícil", afirmou.

O vencedor admitiu gostar muito dos Açores e confessou que o elevado número de vencedores brasileiros poderá ter a ver com as semelhanças das ondas entre o Brasil e o arquipélago dos Açores.

"Eu acho que é uma onda em que os brasileiros se sentem muito bem, uma onda que tem direitas, tem esquerdas e nós estamos habituados a isso lá no Brasil. Hoje em dia, o nível de surf dos brasileiros está muito alto, acho que tem mais brasileiros do que qualquer outra nação no World Surf League e acho que cada vez vai ter mais. Estou muito feliz de ser um deles que venceu aqui, me sinto muito bem aqui nos Açores", disse o jovem de Florianópolis, no Brasil.

Yago Dora está praticamente qualificado para o principal circuito mundial, sendo que no próximo mês estará em Portugal para preparar a participação no EDP Billabong Pro Cascais, uma das próximas etapa do ‘tour’ de qualificação (26 de setembro a 05 de outubro).

O Azores Airlines Pro ficou sem portugueses no segundo dia de competição, quarta-feira, com a eliminação do açoriano Jácome Correia logo na primeira bateria seguindo-se ao longo do dia a eliminação de Miguel Blanco, Vasco Ribeiro e Tomás Fernandes.

Quer Jácome Correia, quer Vasco Ribeiro estavam apurados diretamente para a segunda ronda da prova.

O açoriano Manuel Morgado foi o primeiro português a entrar para a água e também o primeiro a ser eliminado, na terça-feira, dia inaugural da prova açoriana.

O ‘prize money’ da nona edição do Azores Airlines Pro é de 150 mil dólares sendo que só o vencedor arrecada 25 mil dólares e 6.000 pontos para o ‘ranking’.

Notícias Relacionadas Horizonte